quinta-feira, 20 de novembro de 2014

EcoSport lidera as vendas de utilitários esportivos



O Ford EcoSport lidera não só a venda de utilitários esportivos no ano, como também é o veículo desse segmento com a maior frota circulante no País, segundo estudo divulgado pela Jato Dynamics do Brasil. O levantamento mostra  que a Ford lidera este segmento com 27,3% de participação do mercado, resultado do  grande volume de vendas do EcoSport. A frota circulante da marca, de 469.961 unidades, equivale a praticamente o dobro da segunda colocada.

Outra curiosidade mostrada pelo estudo é a distribuição regional desses veículos. Mais da metade da frota, 53,8%, está concentrada no Sudeste, seguida pelo Sul com 19,1%. Em terceiro vem o Nordeste, com 14,2%, depois o Centro-Oeste (9,2%) e o Norte (3,7%).

O mercado dos SUVs é dominado por empresas que apostaram nos utilitários esportivos menores e no sucesso deste segmento desde o seu início, segundo o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Jato, Milad Kalume Neto. “É perceptível a predominância do Ford EcoSport no mercado nacional. Desde o início da queda das peruas, que dominavam o mercado nos anos 90, este SUV aparece  com destaque nas vendas dentro deste segmento”, diz.


Criado e lançado originalmente no Brasil, o EcoSport de nova geração tornou-se um modelo global para venda em mais de 100 mercados mundiais. Com a introdução do veículo na Europa e na Ásia, as suas vendas globais cresceram 229% em 2013, contribuindo para a Ford ultrapassar, pela primeira vez, a venda de 1 milhão de utilitários esportivos por ano. As 1,2 milhão de unidades vendidas pela marca representam um crescimento de 37% comparado ao ano anterior – praticamente o dobro do avanço da indústria global de SUVs, que foi de 17%.

A Ford foi a primeira a desenvolver utilitários esportivos e continua a investir nesse segmento, que é hoje o de maior crescimento no mundo, com um avanço de 87% desde 2008, um ritmo três vezes maior que o da indústria. Os SUVs representam atualmente 19% do mercado automotivo global e muitos analistas estimam que suas vendas podem chegar a uma participação de 23% no final da década.

Fonte: Press releases Imprensa Ford




domingo, 16 de novembro de 2014

Chegou a hora de trocar meu EcoSport



Após dois anos de uso e 22.000 km rodados, chegou a hora de trocar meu EcoSport FreeStyle 1.6 2013.
Este foi o meu terceiro EcoSport. Os outros foram um modelo XLT 1.6 2006 e o um FreeStyle 1.6 2009.
Gostei muito da categoria do SUV compacto e pretendo ficar nela. Mas agora quero partir para uma versão com câmbio automático e com motor mais potente.

Depois de um longo período pesquisando as opções nesta categoria de SUV compacto automático descartei os chineses pelo fato de ainda não despertarem muita confiança, o Duster pelo fraco acabamento e por não gostar do design, o Tucson por ser um projeto antigo e com tamanho acima da minha pretensão e o TR4 pelo fato de ser ideal para quem procura fazer off road.
Me restaram duas opções: O EcoSport Titanium PowerShift e o Tracker LTZ.

O EcoSport Titanium PowerShift tem itens de segurança e tecnológicos que não estão presentes no Tracker, no entanto alguns detalhes me desagradam, como por exemplo o estepe pendurado na tampa do porta-malas, uma solução antiga e que já está saindo de moda, destoando do design moderno do novo EcoSport e que provoca danos ao carro em caso de colisão traseira, conforme relatado no blog na postagem "Estepe Para-choque", reclamações sobre barulho no câmbio PowerShift quando se anda em ruas de paralelepípedo e principalmente o acabamento e qualidade de montagem que não estão a altura do que se espera para uma versão top de linha que custa 84 mil reais.

O Tracker usa o mesmo motor e câmbio do Cruze, que foi muito elogiado no teste de longa duração da revista Quatro Rodas, tem uma imponência que impressiona e passa a sensação de ser maior do que realmente é. Não é raro ele ser confundido na rua com a Captiva que é de uma categoria superior.

Apesar de usar bastante plástico no acabamento interno, tudo é muito bem montado e algumas partes possuem proteção emborrachada para evitar barulhos. Não existe falha de acabamento ou montagem no Chevrolet Tracker. O isolamento acústico e o conforto durante a rodagem em solos de superfícies irregulares são muito superiores ao do EcoSport. Os bancos de couro sintético são impecáveis, sem folgas e com costuras perfeitas.

Nos últimos 13 meses acompanhei atentamente a rotina do meu pai, que comprou um Tracker e tive a oportunidade de fazer três viagens longas. Achei o desempenho do carro excelente, ótima estabilidade e o consumo na estrada foi praticamente igual ao do meu EcoSport 1.6 manual.

Veja fotos e minhas impressões sobre o meu novo Tracker 2015 clicando em www.trackerbrasil.com

Grande abraço!




quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Ford aposta dos Utilitários Esportivos no mundo



A Ford aposta no crescimento dos utilitários esportivos no mercado mundial e elegeu o EcoSport como um dos veículos para atrair os novos consumidores globalmente. Este modelo, junto com Escape/Kuga, Edge, Expedition e demais SUVs, responderam ​​por 23% das vendas globais da marca em 2013 e a previsão é chegar a 29% no final da década.

"As vendas de utilitários esportivos crescem em todo o mundo e estão comandando a expansão nos mercados em desenvolvimento, como a China. A nossa linha global de SUVs está ajudando a Ford a aumentar a sua participação e conquistar novos clientes", disse Jim Farley, vice-presidente executivo de Marketing Global, Vendas e Serviço da Ford. Segundo dados da IHS Automotive, agência especializada em informações do mercado automotivo, as vendas de utilitários esportivos vêm crescendo rapidamente na China e Europa, além de outras regiões do mundo.

Desde 2008, os utilitários esportivos avançaram 88% nas vendas, tornando-se o segmento de crescimento mais rápido no mundo. Hoje eles respondem por 19% do mercado automotivo global, com um ritmo de expansão que é mais do triplo da indústria. Na Europa, o segmento de utilitários esportivos representava 9% do mercado em 2008 e cresceu para 19% em 2013. As vendas do Kuga (conhecido como Escape na América do Norte) cresceram 33% em 2013 nos principais mercados europeus e atingiram recordes em 2014.  Para reforçar essa tendência, a Ford lançou o EcoSport no início deste ano e começa a vender o novo Edge no final de 2015, dois modelos totalmente novos na Europa.


A China – maior mercado do mundo – também apresenta grandes resultados, onde os utilitários esportivos passaram de 7% da indústria em 2008 para 17% em 2013. A Ford lançou o Edge na China em janeiro de 2011 e mais três utilitários em 2013: o EcoSport, o Explorer e o Kuga. Todos estão vendendo bem e contribuindo para o crescimento consistente da marca no mercado chinês.

De janeiro a setembro de 2014, a Ford vendeu mais de 60.000 EcoSport na China, com um crescimento significativo sobre o ano anterior. O Kuga vendeu 100 mil unidades e as vendas do Edge avançaram 70% sobre 2013, enquanto as vendas do Explorer – importado dos Estados Unidos – aumentaram cerca de 200%. No total, as vendas da Ford este ano na China devem superar 1 milhão de veículos – um recorde histórico.

Nos Estados Unidos, a Ford lidera desde 2011 o segmento de utilitários esportivos, que são os carros preferidos dos “baby boomers” e da geração Y – os dois maiores grupos demográficos. Os utilitários pequenos (chamados de médios no Brasil) são hoje o maior segmento do mercado dos EUA. O Ford Escape atingiu vendas recorde em 2013, que continuam a crescer em 2014. O Explorer e o Expedition estão vendendo ao maior ritmo em quase uma década.


1 milhão de EcoSport

No Brasil, a Ford tem também tradição no mercado de utilitários esportivos. Atualmente, comercializa o EcoSport e o Edge, ambos líderes em seus segmentos. O EcoSport, desenvolvido no País para o mundo, é o campeão de vendas dos utilitários esportivos praticamente desde o seu lançamento. Em breve, o modelo deverá comemorar a produção de 1 milhão de unidades no Brasil desde o seu lançamento. Somadas as vendas em outros continentes, esse volume histórico já foi ultrapassado, colocando o EcoSport na lista dos maiores sucessos mundiais.

A Ford também comercializa no Brasil o Edge, voltado para o segmento de utilitários de luxo, também chamados de crossover. No Salão do Automóvel de São Paulo, a marca do oval azul apresenta o conceito do futuro modelo, o Edge Concept, com inovações em design, segurança, performance e tecnologia.

Fonte: Press releases Imprensa Ford



quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Carros-Show do EcoSport no Salão de São Paulo



A Ford, além de lançamentos traz criações especiais e um conceito de grande repercussão mundial para o Salão de São Paulo. Três carros-show do EcoSport que mostram a capacidade, versatilidade e possibilidades de customização do utilitário esportivo líder de mercado, estão expostos no Salão do Automóvel de São Paulo.

A versão Storm, inspirada na picape F-150 Raptor, foi criada para transmitir força e poder, a começar pela grade de perfil agressivo. A pintura na cor “Storm Blue”, com detalhes em preto e prata, é completada por grafismo especial nas laterais. Os pneus lameiros medida 215/75 R15, as molduras dos para-lamas e o protetor dianteiro reforçam seu perfil off-road.


Os outros dois modelos criados pelo departamento de Design da América do Sul seguem o tema “Beauty and The Beast”, destacando o contraste entre luxo e esportividade. O Beauty faz uma releitura do veículo com proposta sofisticada e urbana. Essas características são destacadas pela pintura especial em cobre fosco metálico “Stardust Copper”, com grafismos e detalhes contrastantes, teto preto, faróis de neblina em LED e rodas de 18” com pneus de perfil baixo 235/40 R18. O interior traz quatro bancos individuais em estilo poltrona revestidos em couro, telas de DVD nos encostos e central multimídia com GPS.


A versão The Beast realça a esportividade do EcoSport, com carroceria branca perolizada “Speed White”, detalhes contrastantes em azul e laranja, grade dianteira de três barras, faróis de neblina com quatro LEDs e rodas aro 18” com pneus 235/60 R18. A entrada de ar no capô transmite força, assim como a iluminação adicional de LEDs no teto. O interior claro e tecnológico tem central multimídia com GPS e suportes para bicicletas no lugar dos bancos traseiros.

Fonte: Press releases Imprensa Ford




segunda-feira, 13 de outubro de 2014

EcoSport lidera segmento de Comerciais Leves



O Ford EcoSport foi o comercial leve mais vendido no varejo em setembro – segmento que inclui utilitários, picapes e minivans – com 4.078 unidades emplacadas, segundo o Renavam. Por excluir as vendas diretas a empresas e frotistas e mostrar apenas as unidades comercializadas para pessoas físicas, esse número fornece um retrato mais fiel da aceitação do produto junto aos consumidores.

Desde junho, o utilitário esportivo da Ford tem ampliado a sua vantagem entre os comerciais leves no varejo e também lidera o segmento no acumulado do ano, com 35.384 unidades. Somando as vendas totais – no varejo e diretas –, o EcoSport emplacou 4.563 unidades em setembro e 40.583 unidades no ano.

“Desde o lançamento da nova geração o EcoSport lidera o segmento de utilitários esportivos. A sua força no varejo, e consequente liderança também nos comerciais leves, mostra o quanto o veículo é desejado pelos consumidores e é um fator que contribui para a sua valorização”, diz Andre Leite, gerente de Marketing da Ford.

Isso se explica devido aos modelos com maior volume de vendas para frotistas normalmente serem negociados com descontos, além de ter uma oferta maior ao retornar para o mercado no momento de renovação das frotas.


Completo

Primeiro carro fabricado no Brasil a receber cinco estrelas de segurança do Latin NCAP, o EcoSport é produzido com motor 1.6 Sigma Flex e transmissão manual e motor 2.0 Duratec Flex com transmissão sequencial PowerShift e 4WD com transmissão manual de seis velocidades, nas versões SE, FreeStyle e Titanium. Todas vêm de série com direção elétrica, ar-condicionado, vidros, travas e espelhos elétricos, sistema de conectividade SYNC com comandos de voz, USB, Bluetooth e comandos de áudio no volante, rodas de liga leve, espelhos retrovisores com piscas integrados e bagageiro de teto, além de freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem e airbags.

Bancos de couro, controle eletrônico de estabilidade e tração (AdvanceTrac), assistente de partida em rampa, ar-condicionado digital, sistema de acesso inteligente e partida sem chave, sensor de chuva e faróis com acendimento automático estão entre os opcionais.

Fonte: Press releases Imprensa Ford